30 ago, 2019 / por Bento Augusto

Você pensou naquela pessoa o dia todo e, em determinado momento, recebe uma mensagem ou telefonema dela.  Você mal abriu a boca para falar uma frase e uma pessoa ao seu lado falou o que você ia dizer, como se adivinhasse o seu pensamento.

Você manda uma mensagem a um amigo e recebe dele uma resposta: “eram essas palavras que eu estava precisando neste momento”.

Situações como essas são exemplo de rapport. Uma palavrinha de origem francesa que significa sintonia. Base da PNL, o rapport permite que a gente entre no universo do outro sem invadir seu mapa de mundo.

Perceba como você age com as pessoas que ama, como se comporta com as pessoas que trabalham com você? Suas ações correspondem as mensagens que você deseja transmitir?

Utilize o rapport a seu favor!