22 abr, 2019 / por Bento Augusto

Para a Programação Neurolinguística, nós já temos todos os recursos que necessitamos, ou, então, podemos criá-los. É por isso que dizemos: Eu quero, portanto eu faço!

Em um dos treinamentos do Instituto Você temos uma filosofia que diz assim: “Antes de se entregar à derrota, levante a cabeça, se dê a oportunidade, vá a luta e coragem para enfrentar o desconhecido com o pensamento: EU QUERO, PORTANTO EU FAÇO! E você?”

Isso quer dizer que dentro de cada um de nós existe uma imensidão de recursos que podem ser acionados em situações diversas, como conflitos no trabalho, dificuldades para se relacionar ou para lidar com situações de estresse.

Vocês devem estar se perguntando: mas, então, se todas as pessoas já possuem internamente os recursos necessários para uma vida mais tranquila e feliz, por que muitos ainda perdem a paciência no trânsito ou tratam mal o atendente do restaurante?

Pois é! Isso acontece porque muitos não acreditam no próprio potencial ou também ainda não aprenderam a se conectar com esses recursos. E o melhor caminho para isso é o autoconhecimento.

Quando despertamos essa consciência de que já possuímos tudo que precisamos para alcançar nossos sonhos fica muito mais fácil ultrapassar qualquer dificuldade que possa ameaçar a nossa busca pelos objetivos.

Outro fator fantástico é que se você não possui, por exemplo, um recurso que te permita ter mais paciência no dia a dia, você pode criar esse recurso. Tudo é uma questão de quanto você consegue se dedicar ao aprimoramento do seu EU interior.

[sgmb id=”1″]