12 dez, 2018 / por Bento Augusto

Por qual motivo às vezes é tão difícil entender o outro ou se colocar no lugar dele? Por qual motivo a comunicação, muitas vezes, é complicada entre as pessoas? Por qual motivo as empresas erram em suas contratações? Por qual razão as reações das pessoas são tão diferentes, mesmo em situações semelhantes ou iguais?

Muito sobre os entendimentos e desentendimentos entre as pessoas são explicados pela teoria dos metaprogramas.

Metaprogramas, para a PNL, são filtros inconscientes que aplicamos sistematicamente às nossas experiências.

A pessoa pode funcionar mais por aproximação ou afastamento, mais interna ou externamente, percebendo mais os detalhes ou o todo, funcionar melhor nos relacionamentos ou nas tarefas, preferir colocar seu foco nas semelhanças ou diferenças, seguir procedimentos sem problemas ou preferir opções em vez de regras.

Essas e outras características típicas dos metaprogramas nos quais funcionamos indicam como nos portamos diante de situações. Conhecer como a gente mesmo funciona é o primeiro passo. Depois disso, será mais fácil observar como os outros funcionam.

E, então, passamos a exercitar nossa capacidade de escolher como funcionar.

Forte abraço!