09 jan, 2019 / por Bento Augusto

Há muitas maneiras de percebermos o mundo. E duas formas de percebermos o outro: escolhemos enfatizar as diferenças entre nós ou as semelhanças.

Normalmente, ao estabelecer um primeiro contato com alguém, são as semelhanças dos assuntos que compartilhamos que nos permitem criar a conexão, a sintonia. Para a Programação Neurolinguística isso se chama rapport.

O rapport é a capacidade de entrar no mundo do outro, de fazê-lo sentir que você o compreende e que há uma forte ligação entre vocês.

E então, conforme vamos conhecendo melhor a outra pessoa, começamos a reconhecer as diferenças. São elas que trazem energia e vigor ao relacionamento. Muitas vezes, são as nossas diferenças que criam o estímulo e as oportunidades de aprendizado nas amizades e nos relacionamentos.

Para o ano que se inicia, que tal abraçar o desafio de aprimorar seus relacionamentos interpessoais? Dedique-se a escutar mais o outro. Estabeleça graus elevados de rapport. Demonstre interesse genuíno pelo próximo. Pratique a empatia. E veja como os seus relacionamentos serão transformados!

1234!