06 nov, 2019 / por Bento Augusto

A mente aprende por repetição. Cada vez que você faz algo novo, o cérebro gasta uma energia extra para realizá-lo. Com o objetivo de poupar essa energia, a mente automatiza as ações rotineiras criando o hábito.

Cerca de 90% da nossa rotina é composta por hábitos. Amarrar os sapatos, escovar os dentes e andar de bicicleta, são exemplos de ações que aprendemos e depois fazemos de forma automática. Portanto, tudo pode ser aprendido e tudo pode se tornar um hábito, basta persistir.

As âncoras, conhecidas na Programação Neurolinguística como gatilhos visuais, auditivos e cinestésicos que provocam um estado específico, podem nos ajudar a criar associações e assim, auxiliar na construção de um hábito. Já que elas são capazes de mudar o nosso estado e estimular as nossas ações.

Com a técnica da Ancoragem de Recursos da PNL, podemos criar âncoras que não existiam anteriormente para nos ajudar a passar para um estado com mais recursos, seja qual for a situação. É você no controle de suas emoções e na construção de um hábito.

Forte abraço!